Archive | março 2012

Tecnologia israelense ‘anti-vândalos’ é testada no estádio do Pacaembu

Uma briga que envolveu cerca de 300 torcedores do Palmeiras e do Corinthians – times que se enfrentam pelo Campeonato Paulista – deixou um jovem de 21 anos morto e outro ferido na manhã de ontem (25/03) em São Paulo. Para tentar diminuir a violência do futebol, ao menos nos estádios, a Federação Paulista, em conjunto com a Polícia Militar de São Paulo, começou ontem mesmo a testar um moderno sistema de monitoramento de estádios.

Por meio de um software israelense de biometria facial, o torcedor tem seu rosto registrado na chegada e passa a ter seu comportamento na arquibancada vigiado à distância por meio do zoom de câmeras de alta definição. O sistema é semelhante a alguns já implantados em estádios europeus. Antes do jogo de ontem, ele já tinha sido utilizado em três partidas este ano (Corinthians x São Paulo, Palmeiras x Ajax e Palmeiras x Oeste), com apoio da Federação Paulista de Futebol e da Polícia Militar.

“Por se tratar de um projeto piloto, perguntamos à Federação e espalhamos seis câmeras nos locais mais sensíveis (onde geralmente ocorrem confusões) do estádio”, explica Anderson Luiz Carvalho, gerente de marketing do Grupo Policom, uma das três empresas envolvidas no projeto, ao lado da Abex Brasil e da NNW. A biometria, utilizada também em grandes eventos, aeroportos e até na fronteira de Israel, é capaz de identificar o torcedor que se envolveu em uma confusão por meio de um vídeo. “Não é necessariamente preciso espalhar câmeras pelo estádio todo. Posso analisar a imagem e, a partir dela, chegar à identificação do suspeito. A ideia é coibir a entrada de brigões nos estádios”, completa.

Para o coronel Marcos Cabral Marinho de Moura, presidente da comissão de arbitragem, a identificação do torcedor servirá para punir os culpados envolvidos nas confusões e pôr fim à sensação de impunidade. “Não tem como fugir do sistema, e quando todas as entradas estiverem vigiadas o problema estará praticamente resolvido”, disse.

A intenção é que, em posse de imagens ao vivo ou gravadas de eventuais confusões – não apenas brigas, mas também roubo de carteiras, uso de drogas –, a polícia construa uma base de dados com torcedores problemáticos reconhecidos a partir de biometria facial. Todas as pessoas são registradas por câmeras de 2 megapixels na entrada e vigiadas com nitidez por outras de 16 e 29 megapixels dentro do estádio.

“Temos hoje uma legislação moderna. O que falta realmente é um serviço de inteligência como esse”, elogiou Paulo Castilho, promotor do Ministério Público de São Paulo. “Precisamos colocar esses marginais, maus torcedores, que na verdade são bandidos, atrás das grades. Isso é uma responsabilidade do Estado”, conclui.

Este tipo de medida já foi utilizada em estádios da Europa e em competições como a Champions League e a Liga Europa.

via Olhar Digital: Tecnologia israelense ‘anti-vândalos’ é testada no estádio do Pacaembu.

Mau humor faz bem para o cérebro – Ciência Maluca

Quem não acorda achando a vida uma droga e as pessoas todas muito chatas de vez em quando, né? Mas se preocupe não — de acordo com pesquisadores australianos, até essa negatividade toda tem seu lado bom: faz a gente raciocionar melhor.

Em comparação aos tipos irritantes alegrinhos, os mal humorados são mais atentos, menos influenciáveis e especialmente cuidadosos na hora de tomar decisões.

É o que aponta um estudo feito na Universidade de New South Wales (Austrália), que colocou voluntários para assistir a filminhos especialmente escolhidos para deixá-los de bom ou mau humor, e depois observou como eles se saíam em uma série de testes de raciocínio lógico.

Segundo o líder da pesquisa, Joe Forgas, os ranzinzas cometeram menos erros e se comunicaram melhor — especialmente quando escreviam. Tudo indica que o mau humor potencializa as estratégias de processamento de informações do cérebro. Ponto pra ele.

via Mau humor faz bem para o cérebro – Ciência Maluca.

Austríaco amputa o pé com serra elétrica para não precisar trabalhar

Desempregado, homem de 56 anos amputou o próprio pé para tentar aposentadoria por invalidez

Um austríaco desempregado de 56 anos amputou o próprio pé esquerdo, com uma serra elétrica, em sua casa, para ser aposentado por invalidez e passar a receber benefícios sociais e largar o trabalho.

De acordo com jornal Salzburger Nachrichten, o homem, cuja identidade não foi revelada, havia trocado de emprego e, insatisfeito, já estava desempregado há muito tempo.

Tópicos relacionados

Internacional,

Curiosidades

A polícia informou que ele preparou a amputação de forma sistemática.

Após a saída da mulher e do filho para o trabalho, logo pela manhã, ele fixou a serra elétrica sobre duas cadeiras, removeu um dispositivo de proteção da lâmina e apertou um mecanismo de segurança com um cabo, para que o aparelho permanecesse ligado.

Feita essa primeira parte, ele sentou-se próximo à serra e passou a perna esquerda sobre a lâmina, cortando o pé na altura do tornozelo e depois jogando o membro amputado no forno, para eliminar evidências.

Já sem o pé, ele se arrastou até a garagem, e pouco depois os serviços de emergência chegaram até sua casa. O homem foi levado até um hospital, de helicóptero, mas o pé – encontrado pelos socorristas no forno – não pôde ser suturado de volta.

Ele sobreviveu e recupera-se em um hospital da Áustria.

via BBC Brasil – Notícias – Austríaco amputa o pé com serra elétrica para não precisar trabalhar.

Que tal uma experiência com gravidade zero?

Alguns malucos pagaram uma grana para ter uma experiência em gravidade zero. E você, iria? Reparou um cara com a bandeira do Vasco?

Em dúvida em qual profissão seguir?

Seria cômico se não fosse trágico!

Viva de renda sem sair de casa

“Faça em seu próprio lar a sua fortuna com MagiTex, a extraordinária máquina que tece um pulover em 30 minutos”.

23 de julho de 1959.

Cley Scholz

via Viva de renda sem sair de casa

Como é dormir com os filhotes…

Você tem filhos? Já dormiu com eles? Eu já experimentei todas essas posições! kkkkkkkk

Países ‘inimigos da internet’ abrigam 25% da população mundial

Aproximadamente 25% da população mundial vive em países que censuram a internet, essa maravilha tecnológica que os governos autoritários tanto temem, por motivos óbvios. Quase 1,7 bilhão de pessoas moram em países que a organização Repórteres Sem Fronteira considera inimigos da internet. A lista de 2012, recém-divulgada, traz dois novos integrantes:  Barein and Belarus. Eles se juntam ao clube formado por Mianmar, Cuba, Irã, Coreia do Norte, Arábia Saudita, Síria, Turcomenistão, Usbequistão, Vietnã e China. Esta última, com ajuda de companhias ocidentais, criou uma muralha digital (o famigerado Great Firewall of China) que filtra a navegação de mais de 1,3 bilhão de internautas.

Otimistas que somos, torcemos para que a lista do ano que vem tenha menos integrantes. E, se esse blog for longevo o bastante (e os blogueiros idem), esperamos publicar aqui, algum dia, detalhes sobre as discussões da Lei de Acesso às Informações Públicas da Coréia do Norte.

(Daniel Bramatti)

Retirado de: Países ‘inimigos da internet’ abrigam 25% da população mundial

Casamento

Guia para sobreviver na TI

Guia de sobrevivência na TI

Visto em:  Facebook.

%d blogueiros gostam disto: